quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

Secretaria Municipal do Meio Ambiente promove reunião com Catadores de Resíduos Recicláveis


Aconteceu na manhã da terça-feira (26) no Auditório da Prefeitura de Bacabal uma reunião entre o secretário do Meio Ambiente, Anderson Viana; a secretária de Cultura, Cristina Miranda, e os agentes ambientais de resíduos recicláveis. O objetivo do encontro foi anunciar aos catadores, que hoje vivem exclusivamente desta função, as medidas adotadas pelo governo municipal no sentido de estabelecer as condições dignas de trabalho para os mesmos e oficializar a primeira entidade civil organizada formada apenas por catadores bacabalenses, o que representa um grande salto para o município que demonstra um amadurecimento em relação às questões ambientais.

Anderson Viana explicou que na próxima semana estará sendo feita uma capacitação para todos os catadores e ao término desta reciclagem será entregue o fardamento completo incluindo o Equipamento de Proteção Individual - EPI para utilizarem já no período carnavalesco.

“Foi uma reunião muito proveitosa, pois estamos oficializando a primeira entidade civil organizada composta somente de catadores e ao mesmo tempo garantindo a eles todas as condições necessárias para desenvolverem suas funções de forma digna”, ressaltou o secretário do Meio Ambiente.

Já os catadores Ribamar e Antônio Matos elogiaram a forma como o governo municipal tem conduzido este processo que se iniciou em 2015 quando foi firmada a pareceria com a categoria.
 
Por Alberto Barros - Assecom

2 comentários:

  1. CATADOR, VOCÊ É IMPORTANTE!

    O homem ou a mulher necessita consumir o que lhe é imprescindível para a sua sobrevivência. Contudo, após tantos desenvolvimentos e inovações [tanto desenvolvimento e inovações,] o consumo já ultrapassa o indispensável, situação que caracteriza o consumismo. Fator esse que [consumismo, que] eleva o volume de lixo gerado pela população, o qual na maioria das vezes não recebe tratamento adequado. Impactando [adequado, impactando] na expansão dos lixões a céu aberto e nas vidas de catadores de materiais recicláveis.

    Com a expansão dos lixões, mais pessoas buscam uma forma de obter a sua renda, através do recolhimento de materiais recicláveis. Porém, esta [essa] forma de trabalho põe em risco a saúde de quem o faz, pois eles ficam expostos a perigos químicos, físicos, biológicos e ergonômicos. Mesmo não estando satisfeitos com a atividade, muitos a exercem devido as suas condições de vida e a difícil acessibilidade [o difícil acesso] a melhores empregos.
    Diante disso, se faz necessário a inclusão destes catadores, fornecendo [fornecendo-lhes] cursos profissionalizantes, por exemplo [como, por exemplo,] o de reciclagem. Além de retirá-los dos lixões e promover um melhor ambiente de trabalho, evitando assim a exposição a riscos, bem como solicitar colaboração dos cidadãos a realizar a separação do lixo em suas residências, a fim de facilitar o trabalho dos responsáveis pela reciclagem dos resíduos, antes catadores. Requerer também que os cidadão cumpram seus deveres como tal respeitando os direitos sociais dos semelhantes, educando-os e protegendo-os, visto que são um dos maiores responsáveis pela construção desta situação social.

    Pois apesar dos problemas de pontuação e sintaxe. Também se deve notar que, concentrando seu foco num único aspecto da questão do lixo (os catadores), a relação ou redação acaba se afastando um pouco da proposta, que é sobre o papel de todo cidadão (não somente dos catadores) em relação ao problema do lixo.

    Parabéns ao secretário do Meio Ambiente, Anderson Viana; e a secretária de Cultura, Cristina Miranda.

    E também aos catadores em firmar com o governo municipal esta pareceria com a categoria.

    Edmilson Moura.
    Blog REBELDE SOLITÁRIO.

    ResponderExcluir
  2. Só pura política, esses governo só edta enganado esses coitados.

    ResponderExcluir